O Núcleo

03 março 2009














              
      mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm


Fundado em 2002, São Paulo, com direção de Mariana Sucupira e Maristela Estrela. Desenvolve sua pesquisa em dança apoiada sobre procedimentos de criação e estética do cinema.


Os primeiros trabalhos surgiram dentro de um grupo de pesquisa, sediado no Estúdio Nova Dança, em 2002. Neste grupo foram produzidos os seguintes trabalhos: “Pois estamos onde não estamos” (2002), “É só um comentário,  na verdade” (2003), “Descompasso” (2004), “Andante, moderato, prestissimo, vigoroso” (2005) e “Da janela eu vejo:” (2006). Em 2008 esse grupo se expandiu e passou a ser sediado na Sala Crisantempo com o nome 16 mulheres e ½, ainda como um braço da pesquisa do Núcleo. Realizou ainda os experimentos “Na casa de Clara“ (2008) e “Demolições – Perturbações emocionais na cidade“ (2011), em parceria com o Núcleo de Garagem.

Em 2004, o Núcleo Cinematográfico de Dança firmou-se como uma companhia profissional e produziu “Entreaberto” (2004/5), "Anti-séptico de uso geral para curativos" (2004/05), "¿Por qué no hacemos cine?" (Programa Municipal de Fomento à Dança, 2006/07), “corpo quase palavra, palavra quase silêncio”  (Novos Coreógrafos - Novas Criações: Site Specific, do Centro Cultural São Paulo,  2009), “EXperimentações Cinematográficas ou o que você faz quando todas as imagens do mundo não cabem em uma idéia?“ (PROAC, 2009). Em 2010 produziu o projeto “Transborda“ (Programa Municipal de Fomento à Dança, 2010), criando o  espetáculo “O que resta de quatro“ e realizando diversas intervenções performativas na cidade de São Paulo.   Em 2011 foi convidado pelo SESC para o  evento Polaroide (SESC Santos - 2011).  Também é convidado do pelo SESC (Pinheiros), em 2009,  para inaugurar o projeto “Improviso” - jams de dança e música. Realiza outras duas edições do “Improviso” em 2010 e 2011. Atualmente desenvolve o projeto “Ainda quer que seja” (Programa Municipal de Fomento à Dança, 2011) e “2 ou 3 coisas que eu sei dele“ (PROAC, 2011).

6 comentários:

  1. Ju,
    Parabéns por suas realizações e muito sucesso sempre.
    Beijos e Abraços.
    Dom Amigo Brincriante,
    André

    ResponderExcluir
  2. Sou seguidora a partir de hj!AMO vcs!
    bjos
    chris

    ResponderExcluir
  3. saudades! beijo as duas menina arteiras ;)
    Thais....taverna.

    ResponderExcluir
  4. Fiquei feliz com a oportunidade de ver o espetáculo aqui na região. Com certeza iremos e abraçamos vocês. Muito sucesso! Tia Mônica

    ResponderExcluir
  5. Aline Montejane Motta10 de junho de 2010 17:28

    Olá, primeiramente parabéns pelo trabalho de vocês. Meu nome é Aline e trabalho no Setor de Comunicação da SOCICAM (empresa que administra Terminais Rodoviários), sou responsável pelos eventos. Cedemos os espaços dos Terminais para eventos como exposições, teatro, dança, música. Se houver interesse, os Terminais Tietê, Barra Funda e Jabaquara estão a disposição para apresentações de projetos. Nossa idéia é a de possibilitar ao passageiro momento de descontração, relaxamento e encantamento para que a eventual espera seja menos estressante e, porque não, até divertida e prazerosa. Meu e-mail é: alinemotta@socicam.com.br

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. <3 Maristela e Mariana uma dupla infalível, amo os trabalhos dessas mestras, besos da Velu
    -'-

    ResponderExcluir